Tem medo de comprar imóvel em leilão?
Entenda como funciona o processo e saiba como se prevenir para realizar bom negócio.

 As ofertas de imóveis em leilão têm crescido muito nos últimos anos. Em agosto do ano passado, a Caixa anunciou a venda de mais de 18 mil imóveis que foram retomados em todo o país.

Mas afinal, como comprar imóvel em leilão? De que maneira uma pessoa pode participar? Quais são as modalidades? O valor do bem é vantajoso? O investimento é seguro?

Se você tem essas ou outras dúvidas, quer investir, mas está com medo de entrar em uma roubada, destacamos alguns pontos importantes para fazer com que sua compra de imóvel em leilão seja um bom negócio.

Como funciona o leilão da Caixa?

A Caixa disponibiliza para compra imóveis usados que foram retomados por falta de pagamento, com preços abaixo do valor de mercado e com condições especiais de pagamento.

O leilão é uma forma da instituição comercializar os imóveis por meio de ofertas crescentes no valor do bem.

Seguindo o que está previsto na lei de garantia de alienação fiduciária, logo que um imóvel é retomado à Caixa, ele passa por dois leilões:

  • O primeiro ocorre após 30 dias após a sua devolução;
  • O segundo, 15 dias depois de realizado o primeiro (somente se não receber lance no 1º leilão).

Importante destacar que há uma diferença entre os dois leilões: no primeiro, o lance mínimo tem valor igual ao da garantia do bem; no segundo leilão, o lance mínimo é o valor da divida.

O lance mínimo servirá de base para os lances subsequentes.

Processo e Modalidades de Leilão

Somente depois desses dois leilões, caso o bem não tenha sido vendido, é que a Caixa oferece o imóvel para, Venda Online e depois Venda Direta Online.

Para participar de qualquer modalidade de venda online, você precisa fazer um cadastro na Caixa. É recomendável que busque assessoria de uma empresa credenciada pela Caixa, especializada no mercado imobiliário e em leilões.

Quanto às modalidades de leilão, temos:

  • Vendas online*: os imóveis são ofertados no site pelo período de sete dias. Aquele que apresentar a maior proposta, até o momento do cronômetro zerar, é considerado vencedor;
  • Vendas direta online*: os imóveis remanescentes da venda online são ofertados na venda direta. Vence aquele que apresentar a primeira proposta, considerando o preço mínimo destacado no site para aquele imóvel. O imóvel é retirado de venda assim que a proposta é realizada;

*Nos dois casos acima, a venda pode e deve ser intermediada por um corretor credenciado, bastando selecionar essa opção no momento de preencher a proposta. A comissão do profissional é paga pela Caixa.

  • Leilões extrajudiciais e judiciais: Nesses casos, os leilões são realizados por leiloeiro públicos, podendo ocorrer online ou presencial. Os imóveis podem ser arrematados a partir de 50% do seu valor de mercado.

É importante, nesse caso, ficar atento às questões jurídicas. É imprescindível contar com uma boa assessoria, que, entre outras coisas, vai dar segurança jurídica para a efetividade do negócio.

Quais as vantagens de aquisição de um imóvel em leilão?

Nas ofertas de imóveis por leilão, normalmente encontramos boas oportunidades de negócio, mas é preciso ficar atento aos detalhes, e conhecer bem a dinâmica do processo para não correr riscos. Além de valores mais baixos, podemos destacar outros benefícios, tais como:

  • Dinâmica e agilidade do negócio (após a definição do lance, você já sabe se o seu lance é vencedor ou não);
  • O comprador pode adquirir o imóvel por financiamento, independente da modalidade de aquisição;
  • Todos os imóveis são regularizados e as eventuais contas de condomínio e IPTU em atraso são pagos pela Caixa, deixando o comprador livre de qualquer divida (salvo em casos de leilão judicial);
  • O FGTS pode ser utilizado como forma de pagamento em todas as modalidades de compra (respeitando-se as condições legais vigentes).
  • Qualquer pessoa, física ou jurídica, pode adquirir um imóvel de leilão (exceto empregados vinculados à Superintendência Nacional de Infraestrutura e Patrimônio e à Superintendência Nacional de Rede Negocial e Executiva Habitação, além dos dirigentes da Caixa hierarquicamente superiores a essas áreas citadas, seus cônjuges e/ou companheiros).

Assim, comprar imóvel em leilão tem suas vantagens, mas tem alguns detalhes que merecem muita atenção, principalmente quando o imóvel encontra-se ocupado.

Nestas horas, é muito importante contar com uma competente assessoria, pois a desocupação fica por conta do novo proprietário, que após registrar o bem no seu nome no Registro de Imóveis pode solicitar ao foro judicial competente o pedido de desocupação.

Espero que com estas informações você se sinta mais seguro para realizar seu investimento na compra de imóvel em leilão.

Para mais esclarecimentos, entre em contato conosco.

 Forte abraço!

Moura Assessoria Imobiliária.

Av. Almirante Barroso, nº 22, Sala 806 - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP: 20031-000
Tel.: (21) 3172-5161 / (21) 3579-3883 / (21) 99651-8040